Sobre singularidade, transhumanos e pós-humanos

Fabius Leineweber, que estará presente na mesa “Pós-humanos, cibercultura e robótica” deixa uma dica de artigo e vídeo para os interessados em conceitos de pós-humanismo e pós-modernidade. Para quem não entendeu direito qual é a idéia, dá uma olhada nesse “glossário” feito por Andrew Zolli, da Wired:

Know Your Transhumanists

“If the future can’t be now, it should be as soon as possible.” That’s the creed of transhumanists, a growing geek subculture that can hardly wait for the first major academic confab about its beliefs to unfold at Stanford later this year. Also anticipated: Ray Kurzweil’s next book, The Singularity Is Near. But not all transhumanists think alike. Here’s a field guide to the two major types.

James Chiang The Extropian (Transhumanis aeternis)

The Extropian
(Transhumanus aeternis)

Wants to live forever in a free-market, libertarian paradise, his psyche augmented by the best technology and drugs.

Currently reading
BioMEMS: Fundamentals of Implant Microfabrication

Most recent meal
Day 9 of calorie-restricted diet: 20 grams of protein, 1 gram of carbohydrates, 600 ml of water.

Last sexual encounter
On DMA at the Extro-5 conference.

Favorite tattoo
SPINAL IMPANT GOES HERE.

Saved on his iPod
Local copy of his own genetic code.

Stored in his basement
Complete set of Reason magazine and Mondo 2000 back issues.

Biggest fears
Death, taxes.

James Chiang The Singularitarian (Transhumanis transcendens)

The Singularitarian
(Transhumanus transcendens)

Believes people will soon merge with computers and become an immortal new life-form – a “singular” event in human history.

Currently reading
Collected Stories of Vernor Vinge and The Cyborg Handbook

Most recent meal
Whatever is in the lab vending machine.

Last sexual encounter
In a Doom mod in 1996.

Favorite tattoo
EVERYBODY LOVES RAYMOND (KURZWEIL).

Saved on his iPod
Algorithms – lots of algorithms.

Stored in his basement
Self-evolving AI network running on 42 linked PCs.

Biggest fears
Direct sunlight, women.

Anúncios
Esse post foi publicado em conteúdo e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Sobre singularidade, transhumanos e pós-humanos

  1. Pingback: Tweets that mention Sobre singularidade, transhumanos e pós-humanos | Science'n'Fiction -- Topsy.com

  2. Nada a ver associar o transhumanismo com libertarianismo randiano (movimento objectivista). Acho que randroids tão correlacionados com o movimento, mas não implicam nele per se. Tem objectivistas que são totalmente céticos em relação ao movimento transhumanistíco. Céticos em relação a capacidade científica de realizar tudo isso. A maioria dos transhumanistas que conheci (e já conheci muitos) eram veganistas preocupados com a morte e o sofrimento em geral. Randroids são sociopatas doentes mentais, com alguma síndrome do espectro autista (provávelmente asperger), totalmente egoístas e com a inteligência emocional que um cabaço de 14 anos revoltado com os pais. São 1 bilhão de vezes pior do que qualquer comunista ou veganista extremista. Ayn Rand não é respeitada em nenhuma academia, em nenhuma faculdade da face desse Planeta, mas é cultuada por doentes mentais, que geralmente fazem ciências da computação ou economia, e usam sua filosofia pra justificar sua própria sociopatia. E olha que ela escrevia histórias de ficção legais e tinha algumas idéias boas. Mas meu deus…

    Eu gosto do transhumanismo e do singularismo. Mas o KURZWEIL é meio babaca e sensacionalista. Gosta de vender livros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s